Fecha e deixa solto !!!

Há umas duas semanas li uma crônica da Martha Medeiros. Assim que li tive vontade de correr pro blog e comentar. Depois, acabei esquecendo. Mas os últimos acontecimentos não me deixam esquecer o que li. Era um crônica simples baseada em um e-mail recebido por um leitor. Pois bem, a mensagem era simples: O cara defendia que as mulheres passassem a encarar os relacionamentos com a filosofia dos flanelinhas, ou seja, fecha e deixa solto.

Sim, quem nunca ouviu um flanelinha berra: “Isso, isso. Agora fecha e deixa solto”. Eu odeio deixar o carro solto, sempre penso que vão ficar empurrando e que vai bater no da frente, sacanear a printura e tal… mas sempre deixo solto, apesar de ser contra minha vontade. Não dá pra ficar discutindo com flanelinha, assim como não dá pra ficar discutindo com homem. Pode parecer bobeira, mas, a meu ver, fechar e deixar solto é o melhor mesmo a se fazer.

Se vc está em um relacionamento, se já foi acordado que se está junto, ok, relaxa, fecha e deixa solto. Nada de ficar pegando no pé, fazendo mil perguntas, ligando a cada meia hora. Curte os bons momentos. Liberdade é bom demais. Ter liberdade e um amor é melhor ainda.

Anúncios

E agora?

“Amar não é só olhar nos olhos e dizer Eu Te Amo, e sim fixar os olhares em uma mesma direção em busca de um novo horizonte”

Gostou da frase? Pois bem, encontrei-a em um papel dobrado, embaixo do meu teclado, com as minhas iniciais. Ou seja, alguém aqui do jornal deixou isso para mim. É uma declaração de amor. E agora? O que faço? Poucas são as possibilidades visto que hj é plantão e tem pouca gente aqui. Estou sem graça, com muita vergonha. Acho que vou me enfiar no trabalho e só.

Vc raspa o saco?

A pergunta pode parecer sem sentido, mas vc, leitor do sexo masculino, raspa o saco? Já raspou? Pois bem, hoje, de papo no msn com um amigo, descobri que ele raspa o saco. Sério ! Eu ri muito. As pessoas no plantão do jornal deviam estar me achando louca e pensando “essa menina tá trabalhando domingo e rindo do que?”. Bem, agora vcs já sabem, estava rindo pq um amigo meu raspa o saco.

Segundo ele, a técnica é muito comum na Europa e foi uma amiga que vive por lá que deu a dica. Desde então, e isso já tem uns 5 anos, ele se raspa. Ele conta que as mulheres com quem ele transa não pecebem e que “as chupadas são muito mais elaboradas, complexas…..”

Fiquei intrigada. Queria saber como ele fazia aquilo ? Ele me disse que costuma dar uma raspadinha enquanto toma banho: “não uso espelho… rapidinho, durante o banho, vou lá e cuidadosamente ‘barbeio’ o moleque.” rs

Ele acredit aque “até para pegar com a mão é melhor para a mulher… ela segura aquilo… tudo lisinho… é muito bom”.

Outro trecho sensacional do papo: “segundo a menina que me recomendou essa prática, é a diferença entre comer pé-de-moleque e chupar bala soft. Entendeu?” Claro que eu não entendi e perguntei pq. Aí veio a lógica explicação: “para ficar tudo lisinho… vc chupa com muito mais vontade…. passa a língua em algo lisinho….”

Outra vantagem, segundo ele, é a higiene. Mas, ainda intrigada, perguntei se ele nunca havia arrancado um pedacinho de pele. Eis a resposta: “sem dúvida.. já tive pequenos cortes, mas muito pequenos mesmo…. nem incomodam.. antes mesmo de sangrar, vc sente arder um pouquinho…. é só ter cuidado”

Dá pra entender pq me escangalhei de rir, não? O único problema, segundo ele, é “para deixar voltar a crescer, vc passa perrengue, pq até crescer, fica como se fosse barba de 3 dias,… espeta pra caramba.. é uma merda pra andar e correr…”

ahahahahaha amei este papo. Já valeu o plantão.