Sobre o caso Ronaldo/ Traveco

Ontem, fui ao motel na Barra, de quinta categoria, diga-se de passagem, onde Ronaldo teve sua noite de amor com travestis. Fui com um repórter fazer uma matéria, apenas fazer uma matéria, que isso fique bem claro. Chegamos lá por volta das 21h. foi bem engraçado. A matéria que foi publicada hj no caderno de esportes não chega nem perto do que rolou por lá. Os diálogos com os funcionários foram divertidos.

Logo na entrada, o Migliaccio pediu pra ficar na “suíte do Ronaldo” . Ele disse que a gente tinha uma fantasia, que tínhamos até levado um uniforme da seleção brasileira pra ‘brincar’ no quarto. Gente, eu queria morrer, me esconder de tanta vergonha. Eu ri muiiiito. Bem, conto os detalhes depois, pessoalmente, para os amigos.

Dá uma lida na matéria:

Travesti já é conhecido no motel de qualidade duvidosa

Marcelo Migliaccio e Renata Victal

Um motel de qualidade duvidosa, com colchões furados por cigarros e paredes mofadas. Assim é o Papillon, onde Ronaldo se envolveu numa confusão na madrugada de segunda com o travesti Andrea, que ontem, na Rede TV, quebrou uma câmera e se recusou a participar do programa Superpop.

Ontem, o JB ao hotel e a informação era de que a suíte usada pelo jogador estava “em obras”.
Segundo um dos camareiros, Ronaldo chegou acompanhado apenas do travesti, por volta das 5h. O funcionário revelou que Andrea é conhecida por todos, já que sempre se envolve em confusões.

– É normal ela armar um barraco quando o cliente descobre que é um travesti. Não foram poucas as vezes em que isso aconteceu – revelou.

Nem a cozinha do outrora glorioso motel passou no teste. Em meio a flores de plástico decorando o quarto, o filé acebolado – pedido pela reportagem para testar a qualidade do serviço – veio duro e acompanhado de pão dormido.

Anúncios

Hj…

…. fui acompanhar uma foto de um músico para o Caderno B. Quando o entrevistado abriu a porta…. uma fumaça absurda. O cara tava fumando muita maconha, impossível não perceber rs Com os olhos muito vermelhos…

Em primeiro lugar…

… a gente sempre ouve, e sempre fala, que precisa se colocar em primeiro lugar SEMPRE. Mas, o que vemos por aí, pelas experiências que vivemos e ouvimos, é fácil perceber que, na maioria das vezes, a gente se coloca mesmo em segundo, até terceiro ou mesmo quarto lugar. Sobretudo nós, mulheres. Culpa de nossa criação, claro.

Desde pequenas recebemos bonecas para brincarmos de mãe e aprendemos que é preciso colocar os filhos na frente. Não que isso seja mentira, mas acabamos ampliando esta proposta para outros setores de nossas vidas. Com isso, é comum a gente abrir mão de fazer algo que gosta para agradar uma amiga, um chefe, um vizinho, um namorado. E assim, sem perceber, a gente vai deixando de lado algumas coisas.

Bem, antes tarde que nunca. Eu decidi mudar. Decidi fazer coisas que me dão prazer, decidi me colocar em primeiro lugar. Claro que há muitas implicâncias aí. Alguns vão achar que estou antipática, que já não topo os mesmos programas que antes. Outros vão me chamar de egoísta. Ok, Ok, pense o que quiser.

Na verdade, to até pensando em fazer um cronograma de eventos. E isso é sério. Já percebeu que os homens sempre têm seus programas sagrados? O futebol de terça. O chope de quinta. Pode ser aniversário da sua mãe, mesmo assim, o cara vai jogar bola. Tb quero ter meu futebol de terça, no sentido figurado, claro. Até agora defini apenas que segunda é o dia de cuidar da mente e do corpo. Voltei pra acupuntura e de lá já emendo na terapia. Preciso cuidar mais de mim, antes que desabe com o mundo ao meu redor.

Claro que isso tudo não é à toa. Tenho pensado muito. Nem mesmo meu corte de cabelo foi à toa. Quero mesmo mudar. Vou conseguir.

já que….

… está na internet, vou comentar aqui esta notícia.

“O travesti André Luis Ribeiro Albertino, conhecido Andréa Albertino, está acusando o jogador Ronaldo de não ter pago o programa feito na madrugada de hoje em um motel na Barra da Tijuca. Andrea chamou a Polícia Militar. O jogador esteve na 16ª DP (Barra da Tijuca) e alegou para o delegado Carlos Augusto Nogueira Pinto ter sido vítima de uma armação montada pelo travesti. O caso foi registrado como fato atípico, já que o travesti começou a prestar depoimento, mas deixou o local no meio das explicações. A assessoria de imprensa de Ronaldo informou que ele não concederá entrevista e está avaliando se constituirá um advogado para defendê-lo e esclarecer o assunto.”

Claro que eu, euzinha, tinha que ter sido a pessoa a atender um telefonema anônimo sobre o caso. Um cara ligou aqui pro jornal pra dizer que tava rolando este bafafá lá na 16ªDP… a conferir as versões do caso. O fato é que logo, logo, este travesti vai estar na G Magazine com a chamada “Conheça o mais novo affair de Ronaldo”.

Bem, a versão que ouvi era ainda mais apimentada,…. mas esta só conto para os íntimos.

up date: Já tem na internet a versão dos envolvidos: Ronaldo disse em depoimento que pegou uma “puta” na praia para se divertir. Na boa, dá uma sacada na foto, ele achou mesmo que era uma puta???????? Tá precisando de óculos.

Sempre Clarice Lispector…

Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.
Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa.
Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os teus sapatos velhos. Procure andardescalço alguns dias.
Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia,ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda.
Durma no outro lado da cama… depois, procure dormir em outras camas.
Assista a outros programas de tv, compre outros jornais… leia outros livros, viva outros romances.
Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
Durma mais tarde.
Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos, escolha comidasdiferentes, novos temperos, novas cores, novas delícias.
Tente o novo todo dia. o novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo jeito, o novo prazer, o novo amor.
A nova vida.
Tente.
Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.
Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes,tome outro tipo de bebida compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.
Escolha outro mercado… outra marca de sabonete,outro creme dental… tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores.
Vá passear em outros lugares.
Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas, troque de carro,compre novos óculos, escreva outras poesias.
Jogue os velhos relógios, quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros, visite novos museus.
Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.
Seja criativo. E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino.
Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia.
Só o que está morto não muda !

Repito por pura alegria de viver: a salvação é pelo risco, sem o qual a vida não vale a pena!!!!

Clarice Lispector

Velhos tarados….

…. uma estagiária aqui do jornal me contou ontem várias histórias que me fizeram rolar de rir. Não é nada bacana, mas passado tempo, a gente se diverte. Segundo ela, boa parte dos velhos que cruzam seu caminho são tarados.

Ela contou que muitos sentam ao lado do ônibus, colocam o pau pra fora e ficam fazendo punheta. Mega bizarro. Todos tarados. Alguns falam sacanagem pra ela. A moça, claro, sempre foge, mas já tá ficando traumatizada com os coroas da cidade. Teve um que a abordou na rua, de bengala, como se fosse pedir informação, e ficou falando que queria chupá-la vc sabe onde. É muita gente doente no mundo. SOCORROOOOOOO !!!!!!!!!!!!!

ahahahaha

Tenho uma amiga que é muito cara de pau. Digo isso porque ela me chamou para dois programas muito furados. Óbeveo que não vou. O primeiro deles é ir hj pra Via Show. Na boa, não rola desfilar meu modelito em um lugar onde a cerveja é R$ 1 e mulher não paga pra entrar. Depois, ela me convidou pra ir amanhã a um pagode na Praça Seca, no fim do mundo de Jacarepaguá, a um custo de R$ 5. ahahahahah piada né. Espero que ela vá e me dê boas histórias pro blog rs

To chocadaaaaaa

O ser humano não tem mesmo limites para a escrotidão. Uma amiga médica, linda, inteligente, bacana,…. acaba de me ligar. Ela queria me pedir para que eu a chamasse para sair à noite. Motivo: ela descobriu que o cara que ela namorava há 5 (CINCO) anos está casado há pelo menos um ano. Como assim????????????????

O cara frequentava a casa dela, conhecia a mãe, a filha, a avó. Saía com ela sábado à noite e tal… um escroto. Mega escroto. Ela, claro, quer que geral saiba que o cara não presta. Vai lá: ele é um importante médico do São Lucas e casou com a enfermeira-chefe de lá.

Pior, ela soube pelo ex-marido. Que bizarro. O cara tava malhando e viu no mural da academia uma foto do ex-namorado-escroto-pra-caralho e comentou com o dono da acadimia: “Este aqui é namorado da minha ex-mullher”. Foi qdo o cara disse que não poderia ser pq ele era casado.

O ex-marido contou para esta amiga que, pasma, não acreditou. Até que ela teve um momento de lucidez e colocou o nome do cara no google. Não foi que apareceu ali um agradecimento de determinada igreja evangélica que ele frequenta. Agradeciam ao Dr escrotinho de tal e sua esposa xxx. Bizarro ao quadrado.

Ela, óbeveo, confrontou o cara e ele teve a megacaradepau de negar. Como assim? Pq negar o óbeveo???? O que ela fez? Reuniu todos os presentes que o cara tinha dado pra ela nos últimos cinco anos, inclusive uma foto dele com a família dela num carnaval no sambódromo e mandou pra mulher dele. Sim, mandou entregar lá no hospital onde ela trabalha, com recadinho e tudo. Mandou bem amiga.

Pode deixar que vamos nos divertir muito. Sempre há solução e foi melhor que este cara maluco, psicho total, que mantinha duas mulheres, saísse logo da sua vida. Antes só, que mal acompanhada.

E a música de hj…

…. tb é samba: Ainda mais, de Eduardo Gudin e Paulinho da Viola

Foi como tudo na vida que o tempo desfaz
Quando menos se quer
Uma desilusão assim
Faz a gente perder a fé
E ninguém é feliz, viu
Se o amor não lhe quer

Mas enfim, como posso fingir
E pensar em você como um caso qualquer
Se entre nós tudo terminou
Eu ainda não sei mulher
E por mim não irei renunciar
Antes de ver o que eu não vi em seu olhar
Antes que a derradeira chama que ficou
Não queira mais queimar

Vai, que toda verdade de um amor
O tempo traz
Quem sabe um dia você volta para mim
E amando ainda mais

Esquisitices…

…. sim, todo mundo tem o direito a ser esquisito, mas tb não pode reclamar né. Hoje fui fazer uma matéria na Urca e conheci duas pessoas pra lá de estranhas.

Logo na primeira casa que entrei a mulher pediu para que eu tirasse os sapatos. Ok Ok, eu tiro os sapatos qdo entro em casa, mas na minha casa. Jamais pediria a uma visita pra fazer o mesmo, tampouco a uma repórter. Eu estava de sapatilha, foi tranquilo. Mas o fotógrafo ficou puto de tirar o tênis.

Mas esta não foi a pior. De lá seguimos (ou melhor, eu segui, pq dispensei o fotógrafo) pra casa de uma moradora que teve câncer de boca. (já sacou pq dispensei o retratista né). Na boa, muito sinistro. A mulher perdeu a parte inferior da mandíbula, é bem estranho. A pele está pra dentro, ela não tem dentes, óbeveo, ela não tem arcada inferior. Motivo: cigarro. E, acredite, mesmo assim ela estava fumando. Na boa, comeu merda quando era criança? Pq uma pessoa que perdeu a mandíbula por causa de um câncer continua fumando?

Mas isso não é tudo. A casa da mulher fedia a xixi. Sério, era urina pura. Nunca entrei em casa tão fedorenta, nem mesmo em favela. Pior que o IML. Pior que uma casa com 20 gatos. E eu ainda aceitei sentar no sofá. Me arrependi profundamente. Ela ía falando, me dando a entrevista, e eu pensando: “caralho, esta velha (a mãe da entrevistada) deve ser esclerosada e mijar neste sofá todos os dias. Caralho, preciso levantar, ir embora. PQP que nojo”. Sério, foi bem chato. Saí de lá passando mal, com vontade de vomitar. Acredite, não estou exagerando e quem me conhece sabe que não sou fresca. Espero não ter que voltar lá.

Que fedor….

….. na boa, ela é linda, boa atriz e tal, mas Julia Roberts acaba de cair no meu conceito. Li que ela confessou, em uma entrevista ao programa “US TV”, que não usa desodorante. Como assim? Amiga, aposto que se vc morasse no Rio, não viveria sem… impossível.

“Eu não uso desodorante. Eu não gosto de dividir isso com as pessoas, mas nunca foi a minha”, disse Julia.

Minha observação: POOOOOORRRRRCAAAAAAAAAAAAAAAAAA !!!!!!!

Diversão

…. sem dúvida os aniversários da Patrícia são super divertidos. Acho que ela não se diverte tanto quanto eu, afinal, aniversariante precisa ficar falando com vários grupinhos… um saco. Pois bem, em respeito aos leitores vou listar aqui alguns momentos mágicos da festa de ontem. Eu passei mal de tanto rir:

1- Nossa amiga Carrie (nome fictício, mas que ela mesma se deu) estava atacada. Mais que o normal e, talvez por isso, ela fez uma maldade com uma criança. Sério, foi divertido. Ela estava toda satisfeita comendo sua porção de filet aperitivo quando Patrícia pede para ela dar um pouco de carne para criança, filha de uma amiga dela. Foi assim mesmo “Dá um pouco de carne aí pra criança” com esta finura e educação típicas da aniversariante. Carrie, sorridente, colocou um pedaço de carne num garfo e entregou para Patrícia. Que reclamou: “Coloca num pãozinho né”. Agora chegamos ao momento crítico. Só restava uma rodela de pão, a última… Preciso fazer uma pausa pra registrar que momentos antes Carrie mandou a seguinte frase “Caraca, esta carne tá com muita pimenta”. Na verdade não era a carne que estava apimentada, mas o molho. Eis que, diante da última rodela de pão, e intimidada pela forma como Patrícia disse que era preciso dar o último pedaço pra criança, Carrie caprichou: pegou o pão e encharcou, com vontade, com força no F, no molho apimentado. Colocou a carne em cima e deu pra criança. Pronto. Em menos de um minuto a pobre criança já estava esbaforida, pedindo água desesperadamente. Carrie, claro, ria e dizia pra mim e para Claudionor: “Lugar de criança é na cama, não tinha nada que estar aqui”

2 – Segundo momento da festa: Eu falei uma besteira, que posso vir a fazer hoje, para meu amigo JM. Puto, ele pegou um pedaço do gelo do balde de champanha e tacou em mim. Fiz o mesmo, claro. Pronto. Tínhamos começado uma guerra de gelo. Todos com mais de 30, diga-se de passagem. Pois bem, Carrie (eu disse que ela estava atacada), entrou na parada e sofreu. JM tacou um pedaço enorme de gelo por dentro da blusa da moça (que era um tomara que caia) e ela começou a berrar, dar gritinhos de verdade. Dizia que tinha gelo até na calcinha e tal. Eu, que estava sentada na frente dela não paráva de rir, não conseguia nem falar, só apontar porque, a esta altura, Carrie estava pagando peitinho. Sério. É verdade. O tomara que caia… caiu. Eu e Claudionor só ríamos. Dani a socorreu. O máximo !!!

3- Mas, se vc pensa que a festa já bombou, está enganado. O ponto alto mesmo aconteceu na hora do bolo. Carrie se mostrou uma pessoa muito competitiva. Explico. Eram dois aniversários na Ovelha Negra: Patrícia e Silvia (uma desconhecida). Os convidados dividiam o mesão central. Cada aniversariante estava em uma ponta. O primeiro parabéns foi de Patrícia. Eis que, assim que acabamos, os convidados de Silvia partiram com tudo e cantaram mais alto. Ou melhor, tentaram. Carrie puxou outro parabéns, ainda mais alto. Mas não parou por aí. Assim que Patrícia deu o primeiro pedaço, pra Carrie, claro, começamos o coro: “Selinho, selinho, selinho” Carrie estava disposta a dar um selinho em Patrícia, que relutou, óbeveo. Neste momento, caros leitores, a champanharia parou para olhar o tal beijo entre mulheres. Na boa, os convidados de Silvia (uma quarentona) pareciam não acreditar que aquele momento lésbico estava prestes a acontecer. Eles ficaram mudos, só olhando, mas o beijo não rolou. Patrícia, mega conservadora, não topou.

Casório…

…. sábado fui a um casório (sim, o terceiro do ano) e foi ótemo. A noiva estava linda, o noivo também e os amigos deles franceses estam melhor ainda. O lugar era bacana, a comida, os amigos. perfeito. Mas, como começou cedo, acabou cedo e me mandei parao Trapiche. Gente, aquilo lá tava demais… só quem foi pode saber…

Careca !!!!!!!!!!

Estou careca. rs Exagero, mas o fato é que sábado fui ao salão e 2/3 dos meus cabelos ficaram lá, no chão. A bichina nem acreditou quando cheguei lá, com aquele cabelo esplendoroso (olha a modéstoa rs) e disse que queria cortar. Ele perguntou “como?”, “Onde”. E eu disse. “Na altura dos ombros, como vc bem entender”. Espantado ele perguntou “Vc não vai chorar depoir né?” “Não vai se arrepender”. E eu disse “Claro que não. Não sou este tipo de mulher, não vou me arrepender. Pode cortar”.

A bicha foi ao delírio e cortou. Ficou ótimo. Bem, pelo menos eu achei. Minha sobrinha de dois anos ficou chocada. Decepcionada mesmo. Quando ela viu, mandou na lata “Eu quero grande”. Fofa né, como se eu pudesse colar o cabelo de voltar. A decepção da menina se explica porque ela amava pentear o meu cabelo. Amava ficar esticando os longos fios. Eu sofria, como vcs bem podem imaginar. Agora, a diversão dela acabou.

Ah! Vc tá curioso pra saber pq disse que não sou o tipo de mulher que me arrependo? Pq não sou mesmo. Aos 30 anos, posso dizer que nunca me arrependi de ter feito nada com o cabelo. Jamais saí chorando do salão. Sei, claro, que tudo nesta vida é passageiro, nada é permanete. Daqui a dois meses, por exemplo, meu cabelo estará totalmente diferente. Aposto que minha vida tb…