Entendo…

…. que o tamanho da curiosidade de algumas pessoas deve ser grande. Alguns estão de fato preocupados, mas o que aconteceu e meu deixou pra baixo não virá para o blog. Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, aqui há muito de mim, mas não tudo. Aliás, está longe de ter tudo sobre mim, minha vida ou mesmo sobre as coisas que acontecem. Há muita superficialidade por aqui. a vida é bem mais densa.

Sumida A.

Estou sumida sim. Lamento aos que vieram aqui atrás de novidades nos últimos dias. Problemas familiares me deixaram sem vontade. Desculpe-me, mas a vida é assim mesmo. Volta e meia acontece alguma coisa que nos tira o fôlego, que nos dá uma porrada, nos pega com as calças arriadas. É sempre assim e, infelizmente, não há rede de segurança.

Sei que a escrita é minha válvula de escape, logo vcs podem imaginar que a porrada foi gde o suficiente para me calar. Pretendo movimentar o blog até pq acredito na cura pela fala/escrita e sei que preciso colocar coisas pra fora, qualquer coisa.  Então vamos lá.

Começo pela experiência de ter entrevistado Fernanda Montenegro na quinta-feira da semana passada. Isso mesmo, você não leu errado. Estava eu, no trabalho, à tarde, como qualquer outro dia, quando toca o celular. É uma amiga me oferecendo este frila. Alowwww, faria de graça. Pagando então…

Pois bem, Kadu me acompanhou, claro, e saímos do teatro apaixonados por ela. Além de ter nos recebido em seu camarim, ter sido sido simpática e compartilhado conosco momentos íntimos como a maquiagem e o cabelo (que ela mesmo faz), ainda nos ofereceu um docinho na saída e pediu mil desculpas por ter ficado presa no trânsito na volta da festa de 10 anos do neto. Aloowww Fernandona, você não precisa pedir desculpas, pelo menos não a mim. Mas ela pediu.

Depois assistimos à peça e PUTAQUEOPARIIIIUUUUUUUUUUUU ela é  MUITO FODA. Simone de Beauvoir mais ainda. Então dá pra imaginar o estrago que é as duas musas no palco. Não há cenário, ou melhor, há uma cadeira e um foco de luz. Os gestos são contidos e, mesmo assim, é possível visualizar as cenas descritas por Fernanda. O texto é esplendoroso. Ta aí, esta é uma peça que  ninguém pode perder. Muito foda Fernandona ter começado a temporada a preços populares na Baixada. TODOS precisam assistir.