Preciso confessar…

… que dá muito trabalho organizar um casamento bacana, mas que tb é divertido. Há uns meses eu e Kadu começamos uma verdadeira saga em busca de uma boa cerimonialista. Visitamos umas 5, salvo engano. Na boa, duas delas descartei de cara. A primeira pq tinha a casa muiiiito mal decorada, bem cafona mesmo. E não to exagerando. Ela morava num apt pequeno em Copacabana, tinha gatos, o ar condicionado não funcionava direito e as fotos que ela me mostrou eram mega desorganizadas.  Sem contar que o mau gosto da decoração do apt extrapolava pras coisas que ela colocava nos casamentos. Não to brincando.

E eu, coitada, cheia das boas intenções, apresentando fotos lindas, ideias bacanas (sem modéstia rs). Eis que, qdo fomos falar de lembrancinhas, a véia me abre uma portinha de um armário e tira de lá, como se fosse a última coca-cola do deserto, o máximo dos máximos, uma caixinha plástica bem cafona, bem anos 80. E ela ainda teve a cara de pau de me dar uma ‘dica’. Disse que tinha comprado a tal caixinha na Saara, numa loja até conhecida, e que eu poderia fazer o mesmo. Na boooa, ela não entendeu mesmo minha proposta para cerimonialista. Sem contar que ela foi tascando preço em uma planilha e sequer me perguntou que tipo de flores eu iria querer na decoração. Agora me diz: trá o mesmo preço para gérberas e orquídeas? Enfim, esta foi descartada assim que descemos pelo elevador.

A segunda não era tão cafona. Até apresentava fotos bacanas, mas o discurso… bem, como confiar em alguém que, na hora que vc tá saindo, manda na lata “Este é meu preço inicial, mas se vc encontrar mais barato, eu cubro”. Alowwww, virou Casas Bahia? Como assim? Ela disse que faria mais barato que qq outra. E a qualidade das fotos? Bem, fiquei desconfiada e descartei.

Qual foi a minha escolha? A mais cara. Mas que fique claro que não foi pelo quesito preço que ela ganhou a mim e ao Kadu, mas por todo o resto. Pra começar, o sofá da casa dela é exatamente igual ao da nossa. Ou seja: temos o mesmo gosto. Ela também foi bem atenciosa, não disse nada sobre valores me ouviu, viu as fotos, mostrou seu material num laptop, pegou um papel gigante e desenhou o mapa do salão, apontou onde ficariam as mesas, flores, bolo, pista de dança e afins. Nos conquistou, óbeveo, pq conseguimos visualizar exatamente nosso casamento. Foi perfeito. Fomos pra casa com a certeza de que precisávamos dela e, ao mesmo, tempo apreensivos. Não tínhamos a menor ideia dos custos. Dias mais tarde, ela mandou a planilha por email e quase morremos. Mas, uns ajustes aqui, outros ali… tudo certo. Agora é contar os dias para que a nossa data chegue logo.

Muito bacana

Gentem, que mulher nunca se enrolou na hora de comprar o produto certo para se embelezar? E quem nunca errou a mão ao aplicar uma sombra, um batom? Atire a primeira pedra quem nunca cometeu um destes pecados. O bacana é que descobri um site que dá dicas de produtos e ainda ensina como usar cada um deles. Amei. Ficou curiosa? Veja em http://www.consultorasacks.com.br/ e depois me diga se não dá vontade de jogar fora metade das maquiagens que se tem em casa e comprar tudo novo. Ensina até a usar o curvex.

Não fiquei tão na tentação por perfumes pq to com 3 vidros praticamente zerados lá em casa: Giorgio Beverly Hills (que amo de paixão desde os 13 anos), 212 Sexy e um frasco tinindo de fechado do Very Irrésistible. Um luxo!

Supergêmeos ativar

Lembram do desenho Super Gêmeos? Pois bem, ontem fui fazer uma piadinha a respeito com Kadu e fiquei no vácuo. Isso mesmo, o malandro não sabia sobre o desenho muito menos o sentido da frase:  “Supergêmeos ativar. Em forma de águia” Como pode?????  Eu simplesmente adorava este desenho.

Tolerância

A palavra do dia, talvez da semana, é tolerância.  É preciso muito mais do que aprender ser tolerante. É preciso aprender a ser tolerante todos os dias. É preciso saber olhar para as diferenças, carências, necessidades do outro. Olha pra além do próprio umbigo e ver que há um mundo gigantesco fora de nós mesmos.

Mas o que fazer com nossas vontades? Reprimí-las? Não. Repito: não. Temos que fazer como os malabaristas ou químicos e arrumar um outro jeito, uma nova fórmula. Temos de nos reinventar todos os dias. O processo pode ser doloroso, confesso, mas é de extrema necessidade. Achar a medida exata entre nossas vontades e a dos outros deve ser a fórmula da felicidade ou algo muito perto disso.

Temos que concordar…

…. com o Lula qdo ele diz: “”Nem todo o mundo é obrigado a ficar se arreganhando para todo o mundo, todo o dia. A Dilma é o que ela é”, disse o presidente, durante discurso na cerimônia de transmissão de posse de ministros.”

Concordo plenamente. Este lance de ter que agradar gregos e troianos é insano e, praticamente, impossível. Temos de respeitar nossas individualidades, vontades e pontos de vista. Sermos o que somos. E isso é difícil hein, não é pra qq um.

Gaiolas

Estou completamente apaixonada por gaiolas e quero muitas no meu casório. Estas aí do lado estão fofas, mas quero as minhas pintadinhas de branco, bem provence mesmo. Já vou começar a comprar algumas pq quero ter em casa tb.

E, que fique claro, não é pra passar a ideia de que casamento é uma prisão. Pelo contrário. Farei questão de deixar todas as portinhas abertas num símbolo máximo de liberdade: entra na gaiola qdo quiser. Pode sair tb.  Afinal, ninguém é obrigado a casar. Faz quem quer. Faz quem ama.

Lavanda

Adoro esta cor. Nem preciso dizer que será a cor do meu casório.  Aliás, linda esta palheta de cores aí ao lado, dá pra tirar boas inspirações.

Falando em casório, Giovanna está radiante pq esta tb é sua cor favorita, mal vê a hora de fazer as provas de seu vestido de daminha. Uma fofa.