Sobre o amor…

… hj recebi por email uma mensagem de Osho. Um trecho dizia “O amor de verdade é como uma flor de verdade.”  E concordo plenamente. Ou seja, o amor acaba, morre, se despetala. Tente não regá-lo e deixá-lo exposto ao sol para ver o que acontece?  E isso para qualquer amor, até o de mãe. Não dá pra imaginar que uma mãe que tenha sofrido o pão que o diabo amassou na mão de um filho, ainda alimente qualquer amor por ele.

Certa vez, a trabalho, fui ao enterro de um bandido tão escroto, mas tão filho da puta, que nem a mãe dele apareceu. Na verdade, só tinha jornalista mesmo por lá. Ali, percebi como o ser humano pode mesmo ser desprezível até mesmo por quem deveria amar sob qualquer condição: nossa mãe.

Logo, se você quer um amor duradouro, alimente-o. Dê água, comida, sombra e carinho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s