Em ritmo de Carnaval

Atendendo ao pedido do meu amigo Marcelo, láááá de Angola, mas que tá voltando para o Brasil, uma lista rápida de ensaios de blocos. Vem com tudo amigooo.
AGENDA DA TEMPORADA DE BLOCOS

BANDA DO TIJUCA
Eliminatória do concurso Rainha da Banda do Tijuca, com a roda de
samba, no dia 12 de fevereiro. Dia 19 de fevereiro: final da escolha
da Rainha, com roda de samba. Bar do Atleta. Tijuca Tênis Clube. Rua
Conde de Bonfim 451, Tijuca (3294-9300). Às 19h. Grátis.

BANGALAFUMENGA
O bloco, que apresenta uma mistura de sambas, cirandas e releituras
inspiradas em clássicos da MPB, faz ensaios nos dias 12 e 26 de
fevereiro, na Fundição Progresso. Rua dos Arcos 24, Lapa (2220-5070).
Às 22h. R$ 40 (estudantes, idosos, com filipeta ou 1 kg de alimento
paga meia). 18 anos.

BLOCO CRU
Criado há dois anos por jovens músicos que perceberam que havia
semelhança entre as marchinhas de Carnaval e as grandes canções do
rock e do pop, o bloco mistura esses ritmos e mais maracatu, samba,
marcha, baião e funk carioca. Eles realizam ensaios nos dias 25 e 29
de janeiro, no Bar Mofo. Com show de Lu Baratz e Festa Finding (Jovens
Mochileiros). Avenida Mem de Sá 94, Lapa (2221-9851). Às 21h. R$ 20.
18 anos.

BLOCO DA PRETA
A cantora Preta Gil antecipa o gostinho da folia nos ensaios do seu
bloco, no dia 27 de janeiro e nos dias 2, 9, 16 e 23 de fevereiro, no
Circo Voador. Rua dos Arcos s/nº, Lapa. (2533-0354). Às 23h. R$60
(inteira). R$30 (estudantes, idosos, flyer promocional e quem levar 1
kg de alimento pagam meia). 18 anos.

BLOCO DA VOADORA
No repertório do bloco, criado pela Orquestra Voadora, samba de
empolgação e marchinhas se misturam a ritmos como black music,
maracatu e pop. Os ensaios acontecem aos domingos, no Aterro do
Flamengo, ao lado do MAM. Dom, a partir das 17h. Grátis. Livre.

BOHÊMIOS DE IRAJÁ
O mestre de bateria Poporô comanda os ensaios do tradicional bloco,
que faz batuque todos os sábados, até o Carnaval. Sede do Bohêmios.
Avenida Monsenhor Félix 451, Irajá, em frente ao metrô. Amanhã, às
22h. Grátis. 18 anos.

BOLA PRETA
Ensaio do quase centenário bloco acontece todas as sextas-feiras de
janeiro, com participação do grupo Sururu na Roda, liderado por Nilze
Carvalho, que abre a festa, na sede do Centro Cultural Cordão do Bola
Preta. Rua da Relação 3, Lapa (2224-9289). Hoje, a partir das 22h. R$
20. 18 anos.
ESCANGALHA
O bloco Escangalha, que completa quatro anos de desfile na Gávea, é a
atração do happy hour organizado pela Parada da Lapa, nas
quintas-feiras. Rua dos Arcos s/nº, Lapa (2524-2950). Qui, às 22h. R$
20 (inteira) e R$15 (com filipeta até 22h). 18 anos.

MEU BEM, VOLTO JÁ!
O bloco faz temporada dominical no Samba do Leblon, no Bar Gente Fina.
Das 19h à meia-noite, a galera vai curtir um repertório que passeia
pelo carnaval de todo o Brasil, com participação dos finalistas do
concurso de marchinhas da Fundição Progresso Daniel Pereira, Pedro
Holanda e Pedro Ivo. No fim, baile ao som de marchinhas e sambas dos
blocos cariocas. Rua General San Martin 359, Leblon (2249-2619). Dom,
às 19h. Mulher: R$ 10. Homem: R$ 18. 18 anos.

MULHERES DE CHICO
As batuqueiras que compõem o bloco prometem sacudir o Teatro Odisseia
no dia 29 de janeiro. O repertório recria a obra de Chico Buarque de
Hollanda, com arranjos que passeiam por ritmos nacionais como o samba,
o ijexá, o coco, o jongo, a marchinha e o funk carioca. Avenida Mem de
Sá 66, Lapa (2224-6367). Às 22h. R$ 28. 18 anos.

QUE MERDA É ESSA?
O bloco apresenta seu samba-enredo no dia 5 de fevereiro, no Bar Paz e
Amor. No dia 19 de fevereiro, tem ensaio do bloco. Rua Garcia D’Ávila
173, Ipanema). Das 18h às 22h. Grátis. Livre.
QUIZOMBA
Com mais de 100 ritmistas na bateria, o bloco criado em 2001 se
apresenta amanhã, no Espaço Vintage. Avenida Gomes Freire 147, Centro
(3806-6328). R$ 30. Amanhã, às 22h. Nos dias 5 e 26 de fevereiro, faz
baile pré-Carnaval no Circo Voador. Rua dos Arcos s/nº, Lapa.
(2533-0354). Às 22h. R$ 50 (inteira), R$ 25 (estudantes, idosos ou com
filipeta. 18 anos.

SUVACO DO CRISTO
Um dos blocos mais tradicionais da cidade, nascido no Jardim Botânico,
sob o Cristo Redentor, faz seus ensaios se preparando para o Carnaval
de rua todas às sextas-feiras de janeiro e fevereiro, no Teatro
Odisseia. A abertura do show fica por conta de Daniela Calcia e Peço
Licença tocando samba, samba-enredo, partido alto, sambalanço e MPB.
Nos intervalos, o DJ Ailton Areas comanda a festa. Avenida Mem de Sá
66, Lapa (2224-6367). Hoje, às 22h. R$ 18 (com filipeta até 0h) e R$
28 (inteira).

VOLTA, ALICE
O irreverente bloco, criado em 2004, recria no palco da Casa Rosa toda
a animação de seus desfiles, que ocorrem nas ruas de Laranjeiras. Este
ano, a homenagem será ao patrono do bloco, ‘Seu’ Edgar, dono da Tasca
do Edgar. Antes e depois, a pista 1 fica a cargo do DJ Zedoroque. O
DJ/VJ Haron Dufau leva seu repertório de hip-hop e funk (novo e
antigo) para a pista 2. Rua Alice 550, Laranjeiras (2557-2562). Hoje,
às 23h. Mulher: R$ 20. Homem: R$ 30. Água, refrigerante e cerveja
liberados até às 2h. 18 anos.

XUPA, MAS NÃO BABA
O irreverente bloco é filhote do antigo Cardosão das Laranjeiras, o
mais tradicional do bairro, e faz ensaio todos os sábados. Rua Cardoso
Junior 420, Laranjeiras. Amanhã, partir das 19h. Grátis. Livre.

A programação da Fundição Progresso está ótema. A conferir:

PRE CARNAVAL – MARIA RITA & CASUARINA -04/02

BANGALAFUMENGA – 12/02

ENSAIO DO MONOBLOCO –  18/02

ENSAIO DO MONOBLOCO – 25/02

BANGALAFUMENGA – 26/02

Anúncios

Rock in Rio

Sou a única a achar bizarro o Jornal Nacional ter dado em primeira mão os nomes dos artistas que se apresentarão no Rock in Rio? Tanta coisa bacana, tanta guerra, tanta tristeza, tanta reoubalheira, tantas coisas para noticiarem e … um show de rock ganha espaço naquele que é considerado o maior jornal televisivo do país. Estranho, não?

 

Cabeça

Preciso esvaziar a cabeça, meditar, pensar no nada. Estou com dor de cabeça o dia inteiro, um saco isso. To com preguiça de tomar remédio, na verdade, não gosto de me entupir de drogas, mas não vai ter jeito.

Mais tarde me reunirei com amigos para ajudar a ‘compor’ o samba do bloco Imprensa que eu Gamo. Adoro o bloco, adoro os amigos e tenho de ficar boa para poder ajudar, colocar o papo em dia, me divertir.

Por causa do problema no joelho, tenho saído bem menos que o usual e isso me incomoda muito, me deixa pra baixo mesmo. Amanhã, se tudo der certo, começo a fisioterapia. Diz o médico que ficarei boa. Oremos. Carnaval tá chegando e tenho de estar bem.

‘A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira…
Quando se vê, já terminou o ano…
Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê, já passaram-se 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado.
Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando, pelo caminho, a casca dourada e inútil das horas.’

Mário Quintana

Ah, o amor…

…. o amor tem umas coisas. Sei lá, Como diria Drummond:

“João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim
que amava Lili que não amava ninguém.
João foi para o Estados Unidos, Teresa para o convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes
que não tinha entrado na história.”

Osho

Gosto muito de alguns escritos de Osho e sei que já disse isso aqui algumas vezes. Mas, sinceramente, tem como não amar? Veja o texto que recebi hoje por email:

Elevar-se aos picos mais altos

O homem é uma escada — há muitas possibilidades nele: é ao mesmo tempo perigo e dignidade, glória e agonia.

É mais fácil cair — cair sempre é mais fácil, não é preciso esforço algum. Levantar-se requer esforço. Quanto mais alto você quiser subir, mais esforço será preciso. Se quiser alcançar os picos da consciência, terá de arriscar tudo.

Você não deve subestimar seu ser, porque, aliás, o homem não tem ser algum — apenas um espectro de possibilidades, o espectro total.

Essa é a beleza do homem e também sua amargura. O homem é o único animal ansioso na existência, o único animal que sente angústia. Ele está sempre na encruzilhada, tem de escolher o tempo todo: ser ou não ser, ser isso ou ser aquilo. Está dividido.

Sannyas é uma decisão, um compromisso de se elevar aos picos mais altos.

Enquanto isso…

… Hoje, a Folha de SP publicou uma nota interessante. Vejam:

Médicos discutem se álcool faz bem ou não

O consumo de álcool como forma de prevenir doenças cardíacas está sendo discutido na Itália. O médico Maurizio Ponz de Leon causou uma tempestade no copo de vinho de seus colegas que publicaram um estudo na revista “Internal and Emergency Medicine” “receitando” álcool para melhorar o coração.
“Será que estamos no ponto de receitar o consumo de álcool para reduzir o risco de derrame e dano coronário?”, perguntou ele.
O estudo em questão conclui que o consumo moderado de álcool protege contra doenças cardiovasculares e mortalidade. Entre os argumentos de Ponz de Leon está o fato de que a bebida causa acidentes de trânsito.

Enquanto os médicos discutem, eu bebo. Saúde !

A saga do joelho

Hoje, depois de longos e tenebrosos dias mancando, tive um diagnóstico fechado. O nome é feio e não saberei reproduzir sem pegar a receita (o que, obviamente, me dá preguiça), mas o tratamento é simples: FISIOTERAPIA. TODOS OS DIAS, POR 10 DIAS. Ok, né, acho que sobreviverei.

Mãe, ser ou não ser

Acabei de ler a coluna da Eliane Brum no site da Época e, confesso, fiquei enojada. A coluna publica a entrevista de uma mulher ativista pelo parto normal. Até aí tudo bem, tava achando tudo muito bacana. Mas… na hora de descrever o próprio parto, nossa senhora, fiquei com dó da mulher. Não consigo imaginar como aquilo pode parecer bom para alguma mulher.

Não estou aqui defendendo cesarianas, pelo contrário. Acho que ser mãe deve ser complicado e ponto. Aliás, complicado na gravidez, no parto e depois, principalmente. Não me vejo preparada para esta aventura. Que coisa louca.

Se você tiver curiosidade de ir lá no site da Época ler a coluna, depois me diz se também não ficou co nojinho? Isso sem contar que a mulher acha mesmo que o filho é parte do corpo dela. Alowwww já cortaram o cordão umbilical, minha senhora.

A difícil arte da separação

Separar é difícil. Fato. Quem já passou por duas separações, como eu, entende bem que é ruim separar quando a gente toma um pé na bunda, mas que também é difícil dar o pé na bunda. Cortar laços com pessoas queridas, desfazer sonhos, adiar planos … é tudo muito complicado. Nem posso imaginar o quanto deve ser difícil separar com filhos pequenos. Só sei que separação não mata. Pode ser ruim, mas sobrevivemos.

Depois de duas separações, não vou dizer que a gente se acostuma, porque acho que nunca vou me acostumar a me despedir de pessoas importantes, ficamos mais espertos, mais ligados. Eu, por exemplo, passei a ter um radar ótimo para identificar casais com alto percentual de separação. É bater o olho no casal e pá… sacar que algo ali não está bom. Mas o que fazer numa situação dessas?

Bem, prefiro não fazer nada, assistir a tudo de camarote e aguardar minha amiga de braços abertos. O consolo nestas horas é tudo e faz muita diferença. Por que decidi agir assim? Por muitos motivos. O mais importante deles é porque acredito que devemos passar por algumas situações sem a interferência alheia. Cada um sabe de si, não é mesmo? O que eu acho melhor para uma pessoa certamente não é o que ela considera melhor para si.

Outro motivo é respeito. Outro, amizade. Explico: Como dizer para uma amiga que ela está sendo traída? Já passei por isso e não é nada agradável. Perdi uma amiga por conta disso. Ela preferiu acreditar no malandro traidor, ok, cada um sabe de seus motivos. Por isso, em nome da amizade, prefiro manter o silêncio e aguardar. Só conto mesmo em casos extremos.

Exemplo? Bem, certa vez vi o namorado da minha irmã com outra. Claro que contei pra ela. Porra, a mulher é minha irmã e tem a obrigação moral de confiar em mim. Tomei certo cuidado para tanto. Primeiro,  fiz questão de que o malandro soubesse que eu tinha descoberto. Fui lá falar com ele, claro. Escândalo?  Nenhum. Quem me conhece bem sabe que não perco a razão por homem algum. Como pessoa bem educada que sou, fui até o traidor, bati de leve nas costas dele e disse “Oi fulano, tudo bem? Como vai você? Estou indo lá pra pista de dança, apareça por lá depois”. Pronto, foi o suficiente pro escroto fugir do local com a certeza de que foi descoberto. Fiz isso na frente de amigos, com testemunhas. Impossível do cara negar.

Mas não faço isso sempre. Pior mesmo é quando a gente sabe, mas não tem provas. Aí… bem, aí não tem jeito. É guardar o tempo agir sozinho. Uma hora, acredito, a gente sempre descobre. Alguns têm uma relutância maior para aceitar. ok, precisamos respeitar. O que faço em casos assim? Dou força, apoio e conta algumas histórias pessoais e de amigas para ver se a pessoa acorda pra vida e toma alguma atitude. A gente não pode fazer milagre né. E também nunca sabemos se a pessoa não liga de ser corna. Sim, parece inviável, mas tem gente que prefere fingir que não sabe. Repito, cada um sabe o que é melhor pra si.

Tenho uma amiga que, volta e meia, vive com infecções urinárias, doenças venérias e tal. a pobre é fiel ao marido, logo… tá na cara de que alguém está pulando a cerca. Certa vez, ela disse que estava com infecção urinária por causa do DIU. Alowwwww, isso não acontece, deu vontade de berrar, mas me calei. As vezes fico pensando: Será que fulana não percebe mesmo que tá cheia de galho na cabeça?

E este é apenas um caso. Tenho amigas e amigos que vivem casamentos ruins e preferem ter amantes. Este modelo jamais serviria pra mim. Prefiro mil vezes a dor da separação a ter de dormir todos os dias ao lado de uma pessoa que não me satisfaz, que é um encosto, que eu sei que tem outra, que não sente mais desejo sexual por mim ou que eu não sinta mais desejo. To fora.

Meu astrólogo diz que posso ter até sete casamentos. Incrível né, acho que não resistiria a tantas separações rs. Mas ele garante que não terei os sete por pura opção. Diz ele “Vai chegar uma hora que você vai sossegar e vai ficar só com um, apesar das tantas opções”. Gentem, não consigo pensar neste momento. Como assim??? Já me sinto uma galinha, mesmo sem ser rs. Bem, dois já foram né. Que venham os 5 !!! Até porque é fato que não sustentarei relações insatisfatórias. Tudo na vida tem um limite e o da minha paciência é mínimo.

saudades e a distância

A distância é foda. Por mais que a gente possa conversar por skype, msn, facebook, email….. nada substitui a presença física da pessoa. Hoje, por exemplo, acordei com uma puta saudades da minha amiga Cláudia. A mulher, que é de longe a amiga mais viajada que tenho, está em Doha a trabalho e só volta no fim de fevereiro. E até lá??? Carácoles, tenho tantas coisas para conversar com ela e não quero que seja por meio eletrônico. Flórida!

Falando em saudades, vocês já fizeram sexo virtual com algum conhecido que mora longe? Eu já. E não estou falando da Cláudia, que isso fique bem claro. Até porque não tenho nenhum talento pra sapata, gosto mesmo é de homem. Mas, então, voltando ao assunto… este é o tipo de coisa que acho que a gente só pode fazer com quem já temos uma certa intimidade e com quem confiamos muito.

Tenho uma amiga que está passando por uma situação muito chata. Tem um carinha que ela conhece no mundo real, mas que nunca pegou, apesar da enorme vontade rs, pois bem, o malandro quer porque quer fazer sexo virtual com ela e insiste muito. Mas minha amiga não quer e super entendo a moça. Como fazer algo do tipo com alguém que a gente nunca beijou, abraçou, transou???? Acho estranho. Sem contar que o cara pode ser mega doido, pode gravar toda a parada e depois colocar na internet. Sei lá, não rola com desconhecido. É preciso muiiiiita confiança no outro. Concorda?

Ejaculou? perdeu??

Não sei se é verdade, mas meu tio Carlos mandou hoje um mail um tanto curioso. Fiquei com vontade de pesquisar pra saber se é verdade, mas aí bateu uma preguiça e um pensamento: não faz diferença se é verdade, vale a reflexão. Leia e veja se concorda:

“Ejaculou? Perdeu!!!”

Justiça decide: Esperma é propriedade da mulher!

Usar esperma para engravidar sem autorização do homem não caracteriza roubo porque ‘uma vez ejaculado, o esperma se torna propriedade da mulher’..

O entendimento é de uma corte de apelação em Chicago, nos Estados Unidos, que devolveu uma ação por danos morais à primeira instância, para análise do mérito.

Nela, o médico Richard  Phillips acusa a colega Sharon Irons de ‘traição calculada,  pessoal e profunda’, ao final do relacionamento que mantiveram há seis anos.

Sharon teria guardado o sêmen de Richard, depois de fazerem sexo oral, e usado o esperma para engravidar.

Richard Phillips alega ainda que só descobriu a existência da criança quando Sharon ingressou com ação exigindo pensão alimentícia.

Depois que testes de DNA confirmaram a paternidade, o médico processou Sharon por danos morais, roubo e fraude.

Os juízes da corte de apelação descartaram as pretensões quanto à fraude e roubo, afirmando que ‘a mulher não roubou o esperma’.

O colegiado levou em consideração o depoimento da médica, onde ela afirma que quando Richard Phillips ejaculou, ele entregou seu esperma, deu ‘de presente’ (?!?!).

Para o tribunal, ‘houve uma transferência absoluta e irrevogável de título de propriedade, já que não houve acordo para que o esperma fosse devolvido’. Agora é oficial:
Os homens não mandam em PORRA nenhuma!

Orkut

Os amigos mais ligados perceberam que abandonei o Orkut. Mais que isso, cancelei minha conta por lá. Os motivos? Muitos. Não querer ter contato com algumas pessoas, achei que o novo sistema ficou chato, estou mais encantada pelo facebook ….

Paris, parte 3

Paris estava mesmo na minha vida. A ida atropelada para lá, tudo muito corrido, agitado em cima da hora… tinha tudo para dar errado, mas deu super certo. A começar pelo embarque. Nem acreditei quando, na hora do check in, olhei para o lado e vi Carol e Bruno. Como assim??? Eles estavam no mesmo voo que eu. O máximo. Carol é uma das amigas queridas que fiz na PUC. Já me tirou de muitas furadas, já me abrigou diversas vezes em sua casa e me emprestou o caderno para xerox outras tantas.

Carol é um amor de pessoa, do tipo que não consegue somar inimigos porque é gentil, amável, amiga e querida com TODOS. Bruno, o maridão, faz a mesma linha e foi muita sorte encontrar com eles logo no embarque.

Ao chegarmos em Paris, pegamos o mesmo trem no aeroporto e decidimos marcar nosso próximo encontro por sms. E assim o fizemos. Durante a semana, nos encontramos na fila do museu d´Orsay. Chovia fino e ficamos ali, misturados com aquela gente estranha por quase duas horas. Entramos no hall do museu, mas era tarde e decidimos comprar um passe para 4 dias e voltar em outra ocasião.

O que fazer então? Bater perna, ora bolas. E foi o que fizemos. Passamos pela Sorbonne, pelo Cafe De Flore, comemos no Deux Margot e batemos muita perna, mas muita mesmo, em Sain-German-des-Prés. Fizemos até compras, claro.Descobrimos uma loja MEGA barata, com botas incríveis. Um luxo. Ah!, passamos muito frio também, mas faz parte rs.

O casal, preciso registrar isso, é tão diferente de todo resto de turista-convencional (como eu) que tinha apenas um guia e, acreditem, era de restaurantes. Isso mesmo, eles fizeram uma viagem gastronômica e incluiam, entre um restaurante e outro, lugares turísticos. Muito bacana. E romântico, claro.

Foram momentos especiais, companhia mais que agradável e inusitada.  Provavelmente, se tivéssemos combinado, não teria dado tão certo. Um salve para Carol e Bruno.

vai entender…

…. mulher é mesmo um bicho muito estranho. Uma colega  ficou indignada porque ‘diva’ Geyse Arruda vai ser mãe. Alowww pq tanta indignação??? o problema, claro, não é com Geyse, mas com o fato de outra mulher ter ficado grávida. Explico: esta amiga quer muito ser mãe está sensível a notícias do gênero.

Já eu, que nem penso em tal circusntância, estou super feliz que é com ela e não comigo ahahah

saudades….

…. estou com saudades do meu tempo de noiva. Era muito bom gastar horas do dia pensando em detalhes, flores, mimos, vestido e afins. Visitar fornecedores, fazer degustações. Preciso arrumar outro noivo e providenciar um casório pra abusar da minha criatividade.

Confesso…

…. tenho andado com preguiça de muitas coisas e escrever é uma delas. Não que me falte assunto, mas to com uma moleza, sabe. A patrulha de algumas pessoas é parte deste desânimo. Nem no twitter tenho escrito tanto. Sei lá, to calada, introspectiva. Muitas coisas aconteceram na minha vida no último ano.

Teve de um tudo, bom, ruim, mais ou menos. Perdi pessoas, tirei as máscaras de outras, fiz novos amigos, fiz uma limpa no armário. E não falo de roupas. Foram muitas as decisões, emoções. Planos foram desfeitos. Planos foram refeitos. Prioridades foram colocadas no papel. Meu peito, que começou o ano inflado, deu uma murchada, uma encolhida, por conta de fatos que não consigo explicar. Fatos que não tem explicação. Coisas da vida. Certezas. Não tenho respostas para tudo, mas estou cheia de perguntas.

Sei lá, acho que meu cérebro precisa um pouco de férias. Os 7 dias em Paris não foram suficientes para colocar este turbilhão em ordem. Alguns amigos têm sido fundamentais neste processo. Minha família também. O problema não é falta de apoio. Na verdade, nem sei ainda se isso é um problema ou um novo paradigma. Será que nasceu uma nova Renata e ainda não me dei conta? A conferir.

Agora, o que resta é confiança. Sim, confiança de que tomei as decisões certas, de que os caminhos a trilhar serão iluminados e que dei as mãos à felicidade e não pretendo largá-la de jeito algum. 2011 será um divisor de águas na minha vida. Tenho fé.

 

Astros e seus recados

Hoje a Bárbara Abramo inaugurou novo espaço esotérico na Folha de SP. Claro que fui conferir. Digitei meu signo e ascendente e veja o resultado:

Aqui, a exuberância e o entusiasmo acrescentam uma forte dose de carisma e otimismo a uma individualidade por natureza discreta e sóbria. Maior atividade no mundo externo e material, com profundo talento para ensino, nos campos da comunicação, propaganda, filosofia. Mas a antropologia (física), os esportes e as atividades curativas que exigem manipulação manual também são boas opções de auto-realização. No amor, instável e irrequieto, é sensual e camarada, mas evita se comprometer. Alem de Mercúrio, observe também a posição natal de Júpiter, planeta regente do ascendente, para um delineamento mais preciso.

Bem, tenho de concordar. Parece que ela me conhece mesmo.