“Que esta minha paz e este meu amado silêncio
Não iludam ninguém
Não é a paz de uma cidade bombardeada e deserta
Nem tampouco a paz compulsória dos cemitérios
Acho-me relativamente feliz
Porque nada de exterior me acontece…
Mas,
Em mim, na minha alma,
Pressinto que vou ter um terremoto!” Mário Quintana

Dépassé

Estou ultrapassada…. geral ao meu redor com amante e eu nada. Não que eu queira trair, longe disso. O foda é pensar que posso estar na outra ponta. Mas não estou, acredito. Também, na boa, este é o tipo de coisa que não adianta alimentar nenhum tipo de preocupação. Quando alguém quer trair, simplesmente trai. O que quero pra mim é paz de espírito, consciência tranquila e viver nas nuvens. Pouco? Claro que não, mas é viável. Portanto, não me importo se estou dépassé… sinceramente, prefiro viver assim.

O inesperado

Não adianta relutar. Caso você tenha uma vida normal, o inesperado vai bater em sua porta. Pode ser numa manhã de domingo, num email que chega na madrugada de terça, nas correspondências que chegam na tarde de quarta, na fila do banco ou mesmo através do sistema de mensagem que insistem em instalar no computador do seu trabalho. As notícias/acontecimentos chegam e mudam nossas vidas. Mudanças estas que podem ser para sempre, como as que alteram o curso de um rio.

O que fazer? Aceitar. E falo das coisas boas e ruins. Claro que as coisas boas a gente aceita com maior facilidade. Ganhar na loteria e pode chutar o balde do emprego e percorrer o mundo é algo inesperado e 100% positivo, mas nem tudo na vida são flores e, nestes casos, é preciso ter ainda mais jogo de cintura.

Sabe quando a gente vai ao salão cortar o cabelo e especifica muito bem o que quer, mostra fotos e tal e… no fim fica uma bosta? Então, nestas horas não adianta chorar ou brigar com o pobre que destruiu suas madeixas com a tesoura. Vale a máxima do ESPERAR QUE O TEMPO RESOLVE. E resolve. De uma forma ou de outra, a vida nos oferece soluções. O importante é confiar. SEMPRE !!!

Sinusite

Calor, ar condicionado. Calor, ar condicionado. Calor, ar condicionado. Calor, ar condicionado. Calor, ar condicionado. Calor, ar condicionado. Calor, ar condicionado. ——–> isso tá acabando comigo. Minha sinusite está gritando. Saco.