Viver o hoje

Acabei de voltar da casa da minha amiga. Nooooossa, que bacana. Além de ter voltado a um lugar onde nāo pisava há uns 15 anos, ainda passei horas agradabilíssimas ao lado de amigas fantásticas. Muito bom saber que, apesar do tempo, ainda tenho amigas como essas e saber também que fiz novas amigas. Rimos bastante, inclusive porque uma delas, que hoje é professora no mesmo colégio de freira onde estudáva,os, foi convidada pela diretora a virar freira ahahaha o discurso foi hilário, a freira praticamente disse que ela, já nosnseus 30 e poucos, está velha para casar e ter filhos e que seria muito bom se ela casasse com Cristo ahahahaha gentem, sensacional. De fato, ela ouviu o chamado.

Muito bacana ver outra amiga de colégio grávida de dois meninos. Uma barriguinha tāo foooofaaa.. E, claro, conversamos sobre nossos homens, sobre nossos sonhos, decepções, planos para o futuro, ah, o futuro… O que será que nos está reservado?? Vai saber né. O importante é viver o hoje porque o hoje é tudo o que temos.

800 quilômetros

E o domingo nublado no Rio me convida para continuar na cama, mas não vou. É preciso relutar, sair da cama e ir lanchar com uma amiga linda que amanhã iniciará uma bela viagem ao seu mundo interior cruzando o Caminho de Santiago de Compostela. Coragem e sorte.

Já pararam para pensar que não é para qualquer um iniciar um percurso de 800 quilômetros, sozinha e com poucas coisas na mochila. Isso é o maior desafio que uma pessoa pode se propor. Nossa, mais de 30 dias andando, andando, andando e, pior, pensando, encarando seus medos e inquietações de frente.

Ela queria que eu fosse junto, mas isso não é para mim. Acho punk demais e isso me faz admirar ainda mais esta pessoa. Vou lá abraçar essa moça guerreira. Fui.

Barraco no MC Donalds

Domingo, 14h. Sim, acabei de acordar. A preguiça é master, mas tudo bem. Estava mesmo precisando dessa descansada, dessa falta de compromisso. Até porque o sábado, ao lado de 4 crianças de seis anos, foi puxado.

Fui com minha sobrinha numa feira de livros infantis que estava rolando aqui no Rio de Janeiro. Além de ter deixado uma grana por lá, me acabei sentando no chão e conversando com Giovanna e seus 3 amiguinhos. Criança é muito divertido, mas dá muito trabalho.

Meu namorado acha graça quando conto, diz que estou treinando para ser mãe… Quero ver ele treinar para ser pai rs.

Mas, na verdade, o propósito desse post é registrar a vergonha que passei ao lado de uma das mães destas crianças amigas da minha sobrinha. Da feira de livros fomos a um shopping pq as ferinhas queriam comer no MC Donalds.

Até aí, tudo bem. To eu lá, sentada com meu sanduba na mão, quando essa mãe senta ao meu lado e já chega discursando. Ela estava indignada porque a lanchonete gringa diminuiu o tamanho da batata frita daquele lanche infantil e colocou uma porção de maçã.

Sim, a mulher estava reclamando da maçã!!! Ela dizia “um absurdo colocarem maça no lanche das crianças. Se eu quisesse que meu filho comesse maça, comesse coisas saudáveis, não traria ele para cá. Trago meu filho pra o MC Donalds pra ele comer porcaria mesmo. Salada e fruta eu dou em casa, durante a semana….”

E ela insistiu nessa tese absurda em tom de voz alto, praticamente discursou pra umas 6 ou 7 mães na lanchonete. E isso tudo do meu lado. Minha irmã percebeu, pela minha cara, que eu só queria sumir. Entendo a argumentação da mulher, mas não podia guardar sua indignação pra si ou dividí-la apenas comigo, que estava ao seu lado? Vai entender né …

Twitter, Facebook, viber, whatsApp, skype

Sim, já escrevi mais neste blog, mas, vocês vão concordar comigo, existem muitas plataformas de comunicação hoje: Facebook, twitter, Path, whatsApp, skype, viber….daí o blog acaba ficando em segundo plano. Bem, eu saí do Facebook, sim, sou vanguarda. Mas ainda estou no twitter e no Path. Amoooo o primeiro pelo simples motivo de colocar ali qualquer coisa e interagir com qualquer pessoa, as mais improváveis, inclusive. Já o Path eu uso com as pessoas mais próximas, tenho cinco amigos apenas e assim pretendo continuar. É um canal de comunicação diferente.

O que dizer sobre whatsApp, skype e viber? Bem, mudaram meu modo de comunicação com os amigos e familiares. Não vivo sem estes aplicativos no meu celular. Mando fotos, vídeos, TUDO por eles. Bem rápido e prático. Uma comunicação bem direta e intensa. O viber especificamente é o rei dos meus aplicativos. Uso todos os dias, várias vezes ao dia e é o principal canal de comunicação que uso com meu namorado que está na Austrália. Acho até que deveria acender uma vela pro anjo da guarda do criador do viber. Santa pessoa !!! Não te conheço, mas obrigadaaaa. 

 

Imagem