Ah, o amor….

… tão bom amar e ser amada, ouvir que faz falta…. ah, o amor. Estou apaixonada, boba, ridícula. To daquele jeito que anda por aí com um belo sorriso no rosto, do tipo que não se importa quando dá uma topada em qualquer pedra mal colocada no meio de uma calçada. Um tipo de felicidade difícil de explicar. O que aconteceu? Nada de diferente. Simplesmente acordei assim e fui recebendo doses de amor ao longo do dia, sobretudo no almoço, e daí fiquei ainda mais boba e apaixonada. ❤ !!!

Queria que todos pudessem sentir o mesmo, que deixassem suas paranóias para trás, que largassem a insegurança no banheiro de casa e fossem pras ruas mais confiantes e felizes. Sim, a felicidade precisa de certa dose de confiança. Não falo apenas da confiança no outro, mas, sobretudo, da confiança em si. É preciso tomar uma dose diária de amor próprio para manter a alegria no peito.

Não adianta um belo salário, uma casa enorme, uma família linda se faltar alegria. E aí, já tomou sua dose de felicidade hoje?

Anúncios

Um comentário sobre “Ah, o amor….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s